Seguidores

segunda-feira, 19 de março de 2012

Um dia como outro qualquer ou a procura de um pouco de romantismo?


Estava fazendo um lindo dia de sol, saímos para almoçar num agradável restaurante de beira de estrada(Br-060)... tudo tão gostoso... boa música, bebida geladinha, no ponto certo e, a comida, perfeita, deliciosa... qual o problema? O problema eramos nós... Não estou falando só de nossa pessoa mas, dos casais que lá estavam, também... Todos(nós) com ar fastiado e insatisfeito... parece que estamos nos afogando num mar de insatisfação... uma busca incansável de não sei o que... um vazio que por mais que você tente não é preenchido... Só se sabe o valor das pessoas quando não a temos mais... Por que arrumamos tantos afazeres, tantas obrigações... tantos pesos e tantas medidas? Onde está o espaço para o romance? Se nossas mentes estão entorpecidas com as obrigações do dia a dia? Saudades do tempo(meu) de namoro, onde eu descansava minha cabeça nos ombros do meu amado e todas as preocupações eram esquecidas... agora, ao transforma-lo em marido... transforme-o em permanente lembrança dos afazeres domésticos e das obrigações! Parece que a vida de casado é só isso! Obrigações...obrigações... e, mais nada? Enquanto postava as foto recebi um telefonema do Júnior me avisando que ia sair do trabalho e passar na loja de ferragens para comprar uma calha para o nosso telhado... os telefonemas depois de casados resumem-se em participações... saudade de receber um telefonema só dizendo _" Tava tomando um cafezinho e me lembrei de você, tá tudo bem?"

2 comentários:

Márcia Cobar disse...

Oi Helô!
Você descreveu tão bem o momento no restaurante que consegui imaginar vocês dois, imersos em seus mundos, com as preocupações do dia a dia tirando o romance que já foi tão forte no relacionamento.
Sabe, converso com muitos casais de longa data e todos relatam esse mesmo sentimento...
As ligações amorosas passam a tratar da cortina de casa, das contas, e o romance vai indo embora...
É um exercício né querida? Manter essa faísca queimando.
Que vocês a encontrem no carinho do amor.
Bjim
Márcia

Fabiano Mayrink disse...

...

um abraço Heloisa

outono da vida!

outono da vida!
Conte com os Amigos para florir a sua Vida!

Pesquisar este blog